21maio11 - Comunidade (por Munir Soares)

20/05/2011 16:14

 A ILHA VERDE

No meio da Lagoa Santo Antônio dos Anjos, quase defronte às docas e ao mercado público, vemos a Ilha Verde que nós, lagunenses, chamamos de “capim”, uma ilha de taboas. Taboas (piri) são plantas hidrófitas (aquáticas) que crescem nas várzeas, manguezais e outros tipos de espelho de água. As taboas, além de fornecerem fibras para confecção de peças artesanais (pufes, bolsas, tapetes, esteiras) são plantas depuradoras de água poluída, absorvendo, inclusive, metais pesados (assim como o aguapé). No “capim” vive o gatanhão, o caranguejo vermelho, com suas garras roliças que lembram o braço do marinheiro Popeye. O gatanhão, crustáceo já na lista das espécies em extinção, vive em tocas cavadas no solo lodoso do “capim”.

Nos tempos das canoas movidas a remos e velas, inúmeras vezes, o “capim” serviu de refúgio aos comerciantes que se dirigiam a Laguna por mar, oriundos do interior do município e, até de Jaguaruna. Nos dias de vento nordeste forte e perigosa maré de vazante, os canoeiros evitavam a travessia do canal e pernoitavam no “capim”.

De acordo com relatos do Haroldo Prates, um determinado verdureiro, aproveitava-se da parada no “capim” para cobrar pedágio das caroneiras incautas.

___ “Ou dá ou desce”! Era o grito de guerra que anunciava o  assédio sexual do garanhão do “capim”.

Dizem que o gatanhão tem aqueles olhos arregalados, saltados e assustados, de tanta coisa que viu por entre as folhas da taboa do “capim”.

 

FOTOGRAFIA

O gatanhão do “capim” que também era abundante na região do Lagamar, bem que merece um close da máquina do fotógrafo Ronaldo Amboni.

 

ROMANTISMO NO SESC

Meses após entregar ao público associado uma moderna e super Academia de Ginástica, a unidade local, com a presença de altas autoridades do SESC Regional, inaugura novas e modernas instalações. Atanásio e Bentinha, jovem casal da terceira idade são “atletas” assíduos da Academia do SESC. Dizem que já praticam até alguns esportes radicais, “dormindo na esteira”...

Certa manhã, a turma dos jovens sarados foi surpreendida ao chegar para os exercícios matutinos. Uma música antiga inundava todo o ambiente. Atanásio e Bentinha, lado a lado, de mãos dadas, pedalavam em suas bicicletas ergométricas. Na parte musical, dos velhos tempos dos filmes da “Atlântida”, Adelaide Chiozzo, ao acordeom, tocava e cantava “Pedalando”: 

“canta velho/ canta moço/ só não canta o senhor/ Pedalando, pedalando/ vou buscar o meu amor/ pedalando/ pedalando.../”.

Dizem que ela só não cantou “beijinho doce” porque o Atanásio podia ser diabético e abusar...

 

MEDIDA CAUTELAR

Vereador Cleosmar Fernandes entrou com Medida Cautelar contra o Iphan, agência de Laguna. Quer garantir, a qualquer tempo, o direito de exigir daquele órgão a recuperação da pavimentação de rua do centro histórico. Realmente o trecho ficou mal compactado. Subiram as laterais da rua e “nasceu” um enorme calombo no meio da via pública, parece um dinossauro, de bruços.

 

PALMEIRAS

Pelo projeto de revitalização da praia do Mar-Grosso, trecho molhe até a praia do Iro, serão plantadas, aproximadamente, 50 palmeiras. Um gaiato disse-me que vai pedir um exame de DNA das palmeiras. Por quê?

___ Vocês estão lembrados das palmeirinhas das docas que enfeitaram o cenário da encenação da “Tomada da Laguna” e que sumiram, misteriosamente? Eu guardei os coquinhos e vou provar que algumas delas são filhas das palmeiras do Cadorin ou as próprias, só que mais crescidinhas. 

 

SANTO ANTÔNIO DOS ANJOS – 2011.

Com um bingo e um Vídeo, os festeiros de Santo Antônio apresentaram à plateia, que superlotou o Centro Cultural Santo Antônio dos Anjos, toda a programação da festa deste ano. Muitas novidades. O cerimonial comandado pelo radialista e festeiro Rodrigo Bento esteve irretocável. Através do site festadesantoantonio2011.com.br, os lagunenses de todos os recantos do Brasil e até do exterior, poderão acompanhar todo o evento, principalmente, a tradicional trezena, diretamente da Matriz do centro histórico.

Uma dúvida.

Não sei como o público irá reagir com a transferência do espetáculo pirotécnico da frente da Matriz para o meio da lagoa defronte às docas. Em minha opinião a Igreja não pode ficar no seco, isto é, apagadinha. Pelos menos uns “caramurus”, cascatas ou algo do gênero.

Sem fogos até o badalo do sino é capaz de broxar.

 

ADOÇÃO DE POMBOCA

O jardim Calheiros da Graça, na praça Vidal Ramos, defronte a Matriz Santo Antônio continua à meia luz. São nove (9) postes com luminárias apagadas. Há meses. Se até o início da festa do padroeiro da cidade, dia 1º de junho as autoridades não tiverem dado a luz, vamos iniciar a campanha da pomboca, nova, usada ou, temporariamente, aposentada por falta de pavio. Cada poste com lâmpada apagada deverá receber uma pomboca, bem acesa. Faça a sua doação. Decoração nordestina, lampião e lamparina na festa da Laguna.

 

BURACOS NOVOS

O realinhamento dos paralelepípedos das ruas do centro histórico merece o aplauso de todos, porém o acabamento dos serviços recebe nota Zero. Ao redor das bocas de lobo, sem proteção, as pedras estão fugindo, soltas, rolando pelas vias públicas. No cruzamento da Gustavo Richard com Barão do Rio Branco, esquina da Tenente Bessa com Duque de Caxias (Celesc) e Duque com Calçadão os buracos novos são um perigo para carros e pedestres. Quase defronte a Matriz a emenda ficou mais mal acabada que a cara do Frankenstein. Por que não fazer a coisa direita, até ao final, sem avacalhar?

 

QUEM VAI QUERER UM PORTO?

A BMW, famosa indústria alemã, pretende instalar uma fábrica ou montadora no Brasil. Estados do nordeste e do sul do Brasil disputam o importante investimento. Em Santa Catarina o local a ser oferecido aos alemães seria a área do Porto de Imbituba. Região carente e que conta com um Porto sendo revitalizado e a BR 101 com a duplicação quase concluída. Enquanto isto, a alguns quilômetros de Imbituba, uma velha pergunta volta a ser feita:

___ QUEM VAI FICAR COM O PORTO DE LAGUNA?

Na última sexta-feira, 13, conforme informações da imprensa local, autoridades da CODESP – Cia. Docas de São Paulo e do Ministério dos Portos estiveram na terrinha para informar que o nosso porto, está órfão. A Cia. Docas não seria mais a Administradora do Porto Pesqueiro da Laguna. A barra pesou! Quem ficaria com ele? 

___ Ministério dos Portos? 

___ Secretaria da Pesca?

___ O município de Laguna, por meio de uma estatal a ser criada?

___ Ou algum consórcio formado por empresários da pesca, da região?   

 

Perguntinhas das esquinas:

O Porto Pesqueiro de Laguna dá lucro ou prejuízo? Quanto arrecada anualmente e qual é o custo da máquina administrativa? 

 

AMIZADE

“A amizade verdadeira sorri na alegria, consola na tristeza, alivia na dor e se eterniza em Deus”. Irma Pagani, filha de Alexandre Pagani e Bianca, tinha mais 17 irmãos. Irma, amiga de minha esposa de longa data. Amizade que varou o tempo. Nos folguedos infantis, na primeira comunhão, nos bancos escolares, na vida adulta. Uma amizade que vai muito além das fronteiras entre a vida e a morte. Durante meu namoro com a Salete (esposa) Irma foi nossa parceira e cúmplice. Lembro-me bem,de sua fisionomia serena,discreta, inspirando confiança e bondade, com suas grossas tranças penduradas em cada lado do rosto. Amiga em todas as horas. Mãe devotada. Esposa companheira. Casou-se com Itamar Mayrink, meu colega de Banco do Brasil, mineiro de Ponte Nova para onde transferiram residência, bem mais tarde. Todo o verão eles vinham para Laguna. Banhos na praia do Gí e nas cachoeiras do Salto, em São Martinho. Curiosamente, Irmã que nunca foi uma foliona juramentada, não dispensava um desfile das Escolas de Samba da Laguna, fosse nas passarelas do centro histórico ou no sambódromo.

A doença a surpreendeu no início do ano. No mês de maio, o câncer impiedoso a levou para os braços da Eternidade. Ao esposo, filhos, netos e irmãos, nosso abraço (da Salete e meu) de saudades, de solidariedade e de agradecimento, por tê-la conhecido e com ela convivido. Para nós, amizade tem nome próprio –Irma Pagani Mayrink.

—————

Voltar



Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!