21nov15 - Orleans - Outdoors: Vereadores irritados com gastos exorbitantes da prefeitura

20/11/2015 07:48

Em Orleans, cidade de 22. 311 habitantes (conforme dados do IBGE em 2014), vereadores mostraram-se indignados com o alto valor gasto em publicidade daquela prefeitura, que segundo o Portal da Transparência foi de R$ 600 mil. Dão (PSD), Vá (PP) e Mário (PSDB) disseram, em seus discursos, que a administração municipal deixará de investir em outras áreas, para cobrir essa despesa. “Terá mais propaganda que vagas em creche; mais propaganda que investimentos em saúde”, criticou o João Tezza Francisco (Dão). E disse mais... “Tem vários Outdoors espalhados na cidade, fazendo propaganda da Saúde. Só que eu gostaria que as pessoas fossem bem atendidas nessa área. Nos postos faltam gazes, esparadrapos, luvas... e eles gastando o correspondente a R$ 43 mil por mês com publicidade. É um valor exorbitante. Se ainda tivessem sobrando remédios e consultas, mais creches, coisas que não acontecem” compara Dão. Já o vereador Osvaldo Cruzetta ressalta que muitas ações divulgadas nas propagandas são obras ou investimentos do governo federal e do governo estadual, que a prefeitura divulga como sendo da administração municipal. “Eu não concordo com esses outdoors que estão sendo colocados na praça até porque existe falta de medicamentos. Estão querendo enganar o povo mais uma vez, com a aproximação do ano eleitoral. Nesses outdoors, eles não falam que são recursos que vem do Governo Federal, que vem do Governo do Estado, de financiamento do Badesc, que o povo vai pagar através de impostos, não são recursos diretamente do município. Ou será que a partir de agora vai ter mais remédios, exames, cirurgias, consultas com especialistas... Esses outdoors não vai levar saúde para ninguém”, comentou indignado. Vá ainda complementou: “Eu acho que deveriam ser colocados também uns outdoors no centro da cidade dizendo assim “Mais Gaeco no município”, “Mais Polícia Federal”, “Mais Ministério Público”, “Mais Nepotismo”, “Mais Pedido de Propina”... O presidente do legislativo, Mário Coan se manifestou dizendo que propaganda enganosa é crime. “Eu acho que temos que comprar Jimo Cupim e passar em alguns agentes públicos e políticos que governam o nosso município porque perderam a vergonha, perderam o bom senso. Quanto “mais” obra, “mais” saúde, “mais” não sei o que, é “menos” que a população tem. Vamos parar de fazer brincadeira, o dinheiro público é sagrado. Quem tem o mandato de prefeito de uma cidade, é o ordenador de despesa, deveria ter a hombridade e a responsabilidade de prestar contas desse dinheiro. Nós contadores usamos comumente uma palavra que é Accountability, ou seja, obrigação de prestar contas a quem é dono do dinheiro. No poder público o dono do dinheiro é o povo e esse precisa ser melhor esclarecido porque senão as coisas andam do jeito que andam, “mais” publicidade e “menos” atendimento ao cidadão, finalizou irritado o presidente. 

—————

Voltar



Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!