23abr16 - Orleans: Sem esclarecer pedido de empréstimo ao BADESC, projeto do prefeito segue parado na Casa do Povo

22/04/2016 11:52
Um projeto oriundo do Executivo, para aderir ao Programa do Badesc e contrair empréstimo no valor de R$ 3,5 milhões, que está parado desde final do ano passado, por falta de informações da administração Marco Cascaes, foi destaque na sessão de segunda-feira (18), na Câmara de Orleans. Para o vereador João Tezza Francisco (Dão), esse projeto deu entrada na casa no dia 07 de dezembro de 2015, para que fosse feito um financiamento em nome da prefeitura. Os vereadores pediram mais informações do referido projeto no dia 17 de dezembro de 2015, e até agora a prefeitura não respondeu o Poder Legislativo que quer tirar as dúvidas. “O que os vereadores querem do executivo? Querem que diga aonde vão aplicar esses recursos. Esse projeto está parado há quatro meses por falta de informações do executivo. Quando você quer fazer um empréstimo você vai ao banco, o banco quer ver o projeto da sua casa, quer ver qual o carro que você vai comprar e a Câmara queria saber, pelo menos, aonde será aplicado esse dinheiro”, afirma. Para ele (Dão) parece que o executivo não deve estar muito interessado nesse empréstimo. Outro vereador a ponderar sobre o mesmo assunto foi Osvaldo Cruzetta (Vá): “Queremos saber quais as ruas que seriam beneficiadas e o valor aplicado, mas nós não tivemos até agora nenhuma informação do executivo, ninguém mais falou sobre isso aqui. Queremos saber até porque este governo está desacreditado, não tem credibilidade para esta casa avalizar R$ 3,5 milhões de financiamento do Badesc para deixar para o futuro prefeito pagar, seja ele quem for. Vão pegar o dinheiro pra que? Que mandem as informações para cá, nós já fizemos o pedido em dezembro e não veio nada, nós precisamos decidir sobre esse projeto”. Já o vereador Cristian Berger (kiki) apresentou uma sugestão ao executivo. “Seria muito simples dizer, R$ 500 mil vai ser aplicado em rua, R$ 500 mil em outra obra, uma planilha do Excel, simples, se eles não sabem fazer, vão lá no Proart, eles tem computador, imprimem lá, em dois minutos conseguem nos dar o resultado, é simples assim. Estamos preocupados porque em função do ano eleitoral, daqui a pouco esse projeto não vai ter tempo hábil”, alerta Kiki. O vereador Mário Coan confirma que a única resposta que o legislativo quer em relação a esse projeto do Badesc seria a individualização da aplicação. “Eu mesmo tenho aqui na casa indicação para o asfaltamento do acesso da Barra do Rio Novo, para o asfaltamento a Serraria, próximo ao deposito da LCL, da mesma forma no acesso ao Nova Orleans já que lá existem supermercados, indústria de confecções, gerando muitos empregos, e por aí vai...”, conclui.

—————

Voltar



Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!