Associação de Pensionistas e Aposentados pedem projeto na Câmara de Orleans

08/04/2011 21:19

Na sessão da última segunda-feira (04), sob a presidência da vereadora Berenice Terezinha Bernardo Durante, devido viagem da titular Suzelei Brighenti Padilha, para Florianópolis, o presidente da Associação dos Pensionistas e Aposentados de Orleans, Luiz Legnani, teve a oportunidade de fazer um relato, no espaço destinado à tribuna do povo, sobre os trabalhos realizados pela entidade. Na oportunidade pediu aos vereadores para que sensibilizassem o Executivo ou mesmo eles criassem projeto de lei para que fosse possível a realização, pelo menos duas vezes por ano, de curso de capacitação para cuidadores de idosos no município sob responsabilidade da administração municipal. Legnani informou aos edis que a entidade que preside conta com mais de 900 aposentados e pensionistas, dos 5491 beneficiários cadastrados na Previdência Social local. “É uma proporção significativa, mais de 16%. Nossa entidade tem parcerias com todos os médicos com descontos de até 50 por cento, com médicos de fora, várias clinicas com descontos 50 por cento e assessoria jurídica para atender associados e todo ano organizamos almoço dançante. É uma luta incansável. Como aposentados e pensionistas tivemos algumas conquistas e uma participação ativa em todos os movimentos do País. Mas existe a necessidade para que os idosos sejam cuidados por pessoas capacitadas. A maioria hoje são cuidados, por empregadas domesticas e donas de casa e não tem habilidades. Por isso propomos que seja criada uma lei para que seja realizado curso através do município, que assuma e torne uma política publica realizando um dois por ano”, sugeriu. O vereador Antonio Dias André propôs que o dirigente da instituição procurasse o Executivo para que mandasse o projeto para àquela Casa Legislativa e que seria aprovado por unanimidade. “A capacitação é muito importante. O velho é uma ex-criança que já correu e o jovem é uma criança que será um dia velho. Quando alguém se habilita a cuidar de idosos, isso é digno de aplausos”, disse. A presidente em exercício, Berenice Durante, a “Nice” sugeriu que fosse feita moção para o prefeito, assinada por todos os vereadores, mas Osvaldo Cruzetta adiantou que o mais lógico é que a proposição saia do Legislativo para a sanção do prefeito Jacinto Redivo, o “Tinto”. “Esse projeto tem que nascer nessa casa para que o prefeito possa sancionar para trazer mais conforto para as pessoas idosas. O vereador Clésio levantou a questão que o município deveria cuidar de seu idoso e aqui temos muitos. Quando chega no fim do mês não sabe se vai comprar alimento ou medicamento. O poder público tem que ter a relação dessas pessoas que tenham necessidade. O SUS oferece o medicamento básico, num conjunto num todo saúde e social deve ter atenção melhor e mais especial”, concluiu.

—————

Voltar



Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!