Deka May: “Se o Pepê não quer ficar no PP, que saia de uma vez”

25/02/2011 21:35

 Vereadores do PP (Partido Progressista), de Tubarão manifestaram-se nesta semana com exclusividade ao Jornal A Critica, contra as falações do vice-prefeito, Pepe Collaço que, segundo a mídia, está a um pé fora do partido. André Fretta May, o “Deka May” e Dionisio Bressan Lemos lembram que Pepe é o presidente municipal da sigla e que deveria se por no lugar da atividade que ocupa. Pepe tem açodado críticas contra o presidente estadual e deputado Joares Ponticelli em face de possível disputa para a candidatura a prefeitura do próximo ano. Deka May falou que é o vice-presidente do partido em Tubarão e que a vontade do deputado Joares Ponticelli em disputar à prefeitura é problema único dele, mas que, a decisão cabe a Executiva.  “Até mesmo a vontade do vice-prefeito tem de passar pelo crivo do diretório. Acho ainda que mais mereça participar é quem tem mandato e hoje, aqui em Tubarão tem o nome de Dionísio e o meu”, observou. Deka May avalia que Pepe Collaço está colocando situações particulares em jogo e fazendo jogo de cena junto à imprensa. “Se ele é presidente do partido não pode fazer isso. Está usando a imagem do PP particularmente. Ele não é dono do partido e tudo o que tem de ser levado para a mídia teria que ser decidido em conjunto. Não está vestindo a camisa. Está jogando contra o próprio time”, acusa. O vereador ainda vai mais longe: “Estou vereador por força da escolha popular e estou a serviço do partido e não sou serviçal. Estou do lado da cidade e apoio sim ao prefeito Manoel. Como vereador, vou continuar fiscalizando e não divagar só em discurso. Portanto, se o Pepe ameaça ir para o PMDB que o faça. Não precisa ficar fazendo cena. Se tem a sua vida particular e quiser ir para o partido de seu sogro que vá. Só que o PP não merece isso. E já conversei com o presidente estadual da sigla que chame a comissão de Ética”, avisou.

Vereador Deka May

 

Dionísio Bressan lemos acha que há equívocos

 

Diante de toda essa celeuma envolvendo o Partido progressista, o vereador Dionísio Bressan Lemos acredita que está havendo questões pessoais e que o partido não pode estar envolvido nessa discussão. “A imprensa tem veiculado supostas notas de que o Pepe estaria indo para o PMDB. Na verdade, a gente não tem nada de conhecimento disso. Conheço bem o nosso vice-prefeito e acredito que deva permanecer em nosso partido até porque ele é o nosso presidente da executiva. Vejo que há jogos de interesse”, diz. Quanto ao conflito existente entre Pepe Collaço e Joares Ponticelli, Lemos é claro: “Ambos são lideranças políticas e estão buscando seus espaços visando candidatura para o próximo ano. E isso é normal na política. Nada nos abala e creio que não passa de uma situação normal”, assinala.

Vereador Dionísio Bressan Lemos

—————

Voltar



Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!