Laguna: Vereador Tono Laureano diz que sua prisão foi um equívoco

04/02/2011 20:58

 O não pagamento de cestas básicas em processo judicial movido por uma prima, que já havia atuado como sua assessora na Câmara de Vereadores, e que havia sido determinado pela Justiça, levou ao Juiz Felippi Ambrósio a determinar a prisão do vereador Antonio César da Silva Laureano, o “Tono Laureano” (PMDB). O caso ocorreu no fim da tarde de quinta-feira (03), por volta das 18 horas, no centro da cidade. Ele confirma a questão envolvendo as cestas básicas, mas acredita que a condução por parte da Polícia Militar até a unidade prisional se deu por um equívoco. A prisão do vereador Antônio da Silva Laureano (PMDB) no prédio que abriga a prefeitura, quando conversava com um amigo, movimentou a cidade de Laguna e foi alvo de comentários por, praticamente toda a população. A prima, cujo nome não foi divulgado, também se disse perseguida pelo vereador que a tinha indicado para trabalhar na Secretaria de Saúde, mas, como não participou da última campanha apoiando o vereador, Laureano queria a sua substituição e lhe fazia constantes ameaças. “A determinação do juiz era para que eu fosse até o Fórum resolver essas duas cestas básicas pendentes. Não sei porque a PM me levou para a cadeia”, explicou-se Tono Laureano. Depois de prestar esclarecimentos no Fórum, ele foi liberado e voltou para casa.

 

—————

Voltar



Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!