Ministério Público de Orleans recorre contra rejeição de denúncia por embriaguez ao volante

27/08/2010 18:29

 Inconformada com a decisão do Juízo da Comarca de Orleans que rejeitou denúncia contra P.A.D. pela prática do crime de embriaguez ao volante (CTB, art. 306), sob o argumento de que o crime, para sua caracterização, exigiria a realização de teste do bafômetro, a Promotoria de Justiça de Orleans interpôs recurso contra a decisão, dirigido ao Tribunal de Justiça de Santa Catarina. 

O promotor Samuel Dal Farra Naspolini sustenta o Ministério Público que, além do teste do bafômetro, outras provas podem atestar o estado de embriaguez do acusado. Em 11 de outubro de 2009, P.A.D. dirigia pelo centro de Orleans quando colidiu, primeiro contra um muro de concreto, depois contra um poste de iluminação. A embriaguez do motorista foi descrita pelos policiais que atenderam a ocorrência e pela médica que examinou o acusado logo depois da abordagem policial. De acordo com o promotor a ação está nos autos nº 044.09.002316-5 e pode ser acessado via site do Tribunal de Justiça, Comarca de Orleans.

 

—————

Voltar



Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!