Orleans: Vereadores bombardeiam prefeito Tinto na primeira sessão do ano

11/02/2011 19:38

 O que era para ser uma simples sessão de abertura do ano legislativo se tornou numa verdadeira saraivada de críticas contra a administração do prefeito Jacinto Redivo, o “Tinto”, em Orleans. A oposição chegou municiada de reclamações de munícipes que conviveram com as enxurradas e que estão desapontados com a atual administração municipal. Projeto que aumenta piso salarial de médicos da Secretaria da Saúde e PSF também foram aprovados. O destaque da primeira sessão ordinária do ano da Câmara de Vereadores de Orleans, além das intensas críticas ao governo Tino/Lussa, foi à manifestação da presidente, que assumiu nesse exercício, Suzelei Brighenti Padilha, a “Lela”. A vereadora confirmou o compromisso de administrar aquela Casa Legislativa com total transparência e probidade. “Quero ressaltar o momento político em que vivemos independentes, de partidos políticos. Hoje temos uma presidente mulher, o que é um marco histórico para nosso País. É um período diferenciado. Em Orleans, nesta Casa Legislativa, a democracia é um termo que vai valer nesta casa. Todos terão o direito de expor suas ideias e seu posicionamento sobre qualquer assunto tratado neste plenário. Inclusive o direito regimental da palavra por 5 minutos será obedecido rigorosamente. Esta Mesa ficará a disposição de todos os vereadores e funcionários para que possam desenvolver com presteza aos vereadores como legislador e a autonomia do Poder Legislativo será sempre o pilar mestre desta administração. Quero ressaltar que o povo de Orleans não será esquecido. Nossa gestão deverá ser marcada com trabalho e comprometimento neste ano legislativo. Quero deixar claro para a população que essa Casa é do povo e sempre estará aberta e para muito dialogo”, observou.

Lela – Mais uma mulher na presidência da Câmara

 

Vereadores disparam metralhadora de críticas

 

A falta de atenção às comunidades orleanenses, principalmente após as enxurradas que aconteceram na Cidade das Colinas, foi a pauta da oposição na primeira sessão do ano. O primeiro a descarregar seu leque de reclamações foi o vereador peemedebista Pedro Orbem. “As chuvas que atingiram o município deixou muita gente passando necessidades e o prefeito parece que não dá atenção. No Barracão caíram cinco postes, entupiu bueiros. Mas não teve atenção nenhuma. Alguns moradores procuraram o secretário de Obras, Dija Pavei, mas não obtiveram êxito.

Solicitaram urgência no atendimento e os mais prejudicados chegaram a pagar do próprio bolso algumas reformas em pontes, tiraram nota e esperam que a prefeitura faça o ressarcimento. Mas, já entrou recursos em 2008 para prevenção a essas calamidades, só que não foi aplicado, pelo que parece. Faz dois anos que estamos em estado de emergência e, mas parece que o prefeito está mal intencionado”, enfatizou Orbem.

O vereador Mário Coan confessou que não estava feliz em retornar à Câmara. “A gente desanima de ser legislador. Infelizmente, não se consegue transformar a vontade das pessoas em atos concretos. A situação de Orleans não é grave. Se agravou pela falta de tomada de decisão e providencias com relação à infraestrutura do município. Já alertei sobre a forma que nossa cidade estava sendo conduzida e sabia-se que qualquer advento meteorológico mais forte ia ficar intransitável. Falta planejamento desde a estrutura de uma estrada e a sua falta de manutenção”, disparou. Lembrou ainda que foram consumidos pela administração R$ 37,8 milhões durante a execução orçamentária do ano passado. “Quem deve defender o interesse dos moradores é a Câmara de Vereadores. Mas somos cerceados de nosso direito de fiscalização.

Na prefeitura dizem que os documentos são públicos. O que é uma mentira. Eu desafio a alguém que me prove que é público. Eu quero saber se alguém fiscaliza alguma coisa pública sem ter requisição de compras, empenho, liquidação e pagamento. Essas quatro fases da realização de despesa pública deveriam chegar até aqui na Casa porque R$ 33,8 milhões é muito dinheiro”, enfatizou.

O vereador Antonio Dias André, o “Geada”, não quis ser repetitivo e alertou que o Ginásio de Pindotiba não tem como reformar. “Precisamos construir um novo ginásio. Não tem como recuperar. Precisamos de união de todos e conseguir recursos junto ao governo estadual para isso”, lembrou.

Pedro Orbem foi o vereador que abriu o leque de reclamações

 

Mário Coan: Falta tomada de decisão e providências com relação à infraestrutura do município

 

Geada segue preocupado com a situação do Ginásio de Pindotiba

 

--------------------------------------------------------------------

Câmara Municipal de Vereadores de Orleans

Comissões definidas para a legislatura 2011


Através do Projeto de Resolução foi aprovada a constituição das Comissões de Mérito para o ano Legislativo de 2011


Comissão de Redação Legislação e Justiça

Presidente: Berenice Terezinha Bernardo Durante

Relator: Antonio Dias André

Membro: João Tezza Francisco


Comissão de Finanças, Orçamento e Contas do município:

Presidente: Mário Coan

Relator: Osvaldo Cruzetta

Membro: Pedro João Orbem


Comissão de Transportes, Comunicação, Obras e Serviços Públicos

Presidente: Osvaldo Cruzetta

Relator: Mario Coan

Membro: Clesio de Oliveira Souza


Comissão de Educação, Cultura, Saúde e Assistência Social

Presidente: Antonio Dias André

Relator: Osvaldo Cruzetta

Membro: Pedro João Orbem


Comissão de Agricultura, Meio Ambiente, Indústria e Comercio

Presidente: Clésio de Oliveira Souza

Relator: Pedro João Orbem

Membro: Márcio Luiz Tezza

—————

Voltar



Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!