Presidente da Câmara de Orleans cobra ações do Executivo e diz que secretária não atende população

06/08/2010 19:27

 A presidente da Câmara de Vereadores de Orleans, Berenice Terezinha Bernardo Durante, a “Nice”, usou a tribuna na sessão da última segunda-feira (02) para cobrar mais atenção da secretária de Assistência Social e Habitação do município, Terezinha Furlan Redivo. Nice disse que vem recebendo inúmeras reclamações da comunidade onde afirmam que a titular daquela pasta não estava atendendo ou estaria se omitindo a atender os pedidos. De acordo com Nice, diversas pessoas continuavam indo na Câmara procurar os vereadores para solicitar auxílios para o pagamento de aluguel, cestas básicas, pagamento de energia e compra de gás. “Este é trabalho da área social e não dos vereadores. Atendi a dois casos muito sérios antes do recesso parlamentar. Duas senhoras que foram retiradas de área de risco com o compromisso da secretária social em auxiliar no aluguel, mas não estava cumprindo seu compromisso e nem estava atendendo estas senhoras. Também uma senhora aos prantos tinha vontade de se suicidar, pois tinha um filho excepcional na APAE e que sobreviviam com o salário de R$ 510,00. Deste valor R$ 300,00 era para o aluguel e o restante para água, energia e gás. Não sobrava dinheiro para alimentação. Porque a secretária está se omitindo, se quem paga o salário dos secretários é a população, com o pagamento de impostos e também com seu voto?”, questionou. A presidente da Câmara anunciou que vai convocar novamente a secretária Terezinha Furlan Redivo para dar explicações. Nice também comentou sobre a entrevista que o prefeito Jacinto Redivo (Tinto) havia concedido a Rádio Luz e Vida na sexta-feira, oportunidade em que culpou a Câmara de Vereadores pela perca de recursos para construção do PSF no Loteamento Nova Orleans, além de dizer que o Legislativo havia atrasado de dois a três meses para aprovar o projeto da doação do terreno que o senhor Chiquinho Cardoso doou para a construção. “A Câmara não tem culpa se o Executivo está dando um atestado de incompetência quando deixa que os recursos sejam devolvidos, quando é tão difícil consegui-los. A vereadora Lela, na última sessão antes do recesso, disse que havia R$ 300 mil da UNIBAVE e R$ 125 mil do esgoto sanitário já liberados, mas que ainda não foram feitos por falta da prestações de contas em 2009. Esse projeto entrou na casa dia 15 de abril e foi aprovado no dia 26, cerca de 11 dias. Se o prefeito estava precisando de um bode expiatório que ache outros e não os vereadores. Nós estamos fazendo os trabalhos com seriedade e transparência. A incompetência é tão grande que alegaram que não havia pessoas disponíveis para fazer cópia das notas solicitadas pela CPI, sendo que eram somente cinco ou seis documentos. Não são os vereadores que estão travando os trabalhos do Executivo, mas sim o Executivo que está travando os trabalhos dos vereadores, que querem mostrar para a população, seriedade e transparência”, enfatizou a presidente.

Presidente da Câmara, Nice vai convocar novamente a secretária Terezinha Redivo para dar explicações

—————

Voltar



Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!