Tubarão: Celebração de Corpus Christi reúne quase dois mil fiéis em Oficinas

04/06/2010 19:50

Muitos fiéis celebraram na quinta-feira (03) a festa de Corpus Christi, na igreja São José Operário de Oficinas. A decoração das ruas não pode ser feita devido ao mau tempo reinante em Tubarão. Enquanto os católicos aguardavam o início da missa, cantavam músicas, junto com o coral da comunidade de São Tomé, em adoração ao Cristo ressuscitado. A missa que teve início às 15 horas foi celebrada pelo pároco, Pe. Pedro Paulo das Neves e co-celebrada pelo vigário paroquial, Pe. Edinei Ouriques da Silva. Para os católicos esse é um dia de reflexão e devoção. “Esse momento representa o memorial, relembrar Jesus Cristo, toda a sua vida, relembrar da Igreja, de uma religião que há dois mil anos vem vivendo mesmo com tribulações se mostra forte neste momento”, diz o fiel Adilson Nogueira da Silva. Padre Pedro explicou primeiramente  o significado de Corpus Christi. “A mensagem de hoje é muito importante. A festa de hoje significa que Deus nos ama muito, sem exceção, e celebrar esta missa com a igreja cheia de fiéis, significa manifestação da nossa fé em Jesus, no Cristo vivo, ressuscitado, presente na santíssima eucaristia, onde podemos fazer uma experiência profunda, podemos nos encontrar pessoalmente com Ele, como o povo se encontrava com Jesus na Galiléia, em Jerusalém, na Samaria” conta.  Pe. Pedro acrescentou que os fiéis que ali estavam representavam uma grande hóstia viva: “A missa deve ser celebrada com muita alegria, devoção, fé, onde nós vamos receber Jesus eucarístico como nosso alimento”.  A missa contou com a presença dos fiéis das oito comunidades da paróquia de Oficinas, além de seminaristas, acólitos e coroinhas. Durante a homilia, padre Pedro explicou que mais do que um feriado religioso, o sentido de se refletir sobre o Corpo de Cristo é a promessa feita pelo filho de Deus, que o pão era seu corpo e o vinho o seu sangue. O pároco também lembrou dos inúmeros assassinatos que ocorreram este em Tubarão: “Nossa cidade está muito violenta, principalmente por causa das drogas”. Ao encerrar a homilia ele fez um pedido para que todos renovassem o ânimo para continuar a fazer o bem para as pessoas, sem apego ao que tem. “Corpus Christi é para lembrar que Jesus se sacrificou pela gente, por amor. Por isso também devemos abrir mão de algumas coisas para oferecer ao próximo”, ressaltou o pároco.


Fotos:


(igreja1) Os acólitos puxaram a procissão de entrada

 


(igreja 2) Coroinhas de toda paróquia participaram da missa

 


(igreja 3) Pároco Pedro Paulo celebrou a missa juntamente com o vigário paroquial, Pe. Edinei

 


(igreja 4) Ministros da Eucaristia de toda paróquia se fizeram presentes

 


(igreja 5) Seminaristas da Paróquia acompanharam a celebração

 


(igreja 6) Coral da comunidade de São Tomé abrilhantou a missa

 


(igreja 7) O sacerdote passou com o Santíssimo Sacramento em meio ao público

 


(igreja 8) Os acólitos ajudaram na celebração da missa

—————

Voltar



Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!