Tubarão/2011: R$ 190 milhões para a inércia

17/12/2010 20:19

 Depois de aprovado o orçamento para o próximo ano de 2011, da Prefeitura Municipal de Tubarão, com valor estimado de 190 milhões de reais, o povo quer saber dos governantes o que será feito de melhorias pela cidade, que em ritmo lento quase parando, fecha 2010 de forma melancólica. Reclamações contra a Saúde, Transportes, Obras, Educação e Ação Social, respingam no comando da Prefeitura. Excesso de cargos comissionados, com dezenas de aposentados ocupando postos que poderiam propiciar oportunidades para os jovens,  assessores que nem comparecem na Prefeitura com salários que mais parece um deboche, R$ 6 mil reais por mês.  Situações que intrigam os contribuintes, patrões que bancam essa lambança toda. A total  ausência de obras de impacto, melhorias nos bairros, maquinário sucateado,  falta de pontes e o aumento da violência, que assusta toda a população, estão entre os mais graves problemas a serem encarados pelo chefe do Poder Executivo. Um exemplo concreto de boa gestão, vem de outro tucano, da cidade de Armazém, distante pouco mais de 20 km, de Tubarão. Como fazer bem e direito? O Prefeito da vizinha cidade, só neste ano que ora finda, comprou um trator agrícola traçado 4 x 4, novinho, pagando R$ 105 mil reais. Uma escavadeira Hidráulica (que a poderosa Prefeitura de Tubarão não tem) pagando R$ 369 mil reais.  Duas caminhonetes Ducato, uma que servirá de ambulância para o Hospital e  outra para a Educação. Ambas custaram R$ 101 mil cada. Semana que vem, o Prefeito nos disse que comprará uma Patrola no valor R$ 500 mil reais e mais dois caminhões caçambas no valor de R$ 150 mil cada. Isso é trabalho competente da equipe da Prefeitura de Armazém. Mesmo uma cidade pequena,  o prefeito buscou e aplicou com a Defesa Civil R$ 1 milhão e 200 mil reais, o que possibilitou a construção de 7 pontes. E os desafios e conquistas não ficaram só nisso! Com o deputado José Carlos Vieira, através de emenda parlamentar, a Prefeitura ganhou uma retroescavadeira  4 x4 no valor de R$ 200 mil reais. Outras emendas vitoriosas: Gervásio Silva - R$ 100 mil para o Posto de Saúde central; Dep. Edinho - R$ 200 mil reais pavimentação da comunidade de Bom Jesus; Dep. Vignati - R$ 100 mil reais para pavimentação da Estrada Nossa Senhora Aparecida e ainda Dep. Pizzolatti - R$ 134 mil reais para a pavimentação das ruas do centro da pequena cidade, que possui hoje uma população de 7693 habitantes. Ora, Armazém é 14 vezes menor que Tubarão. Cinco vezes menor que o maior e abandonado bairro de oficinas, cujo poder público é impotente para tapar um buraco em frente ao Departamento de Oficinas. Lá o Prefeito não tem a maioria na câmara, mas disse ao Jornal A Crítica que a transparência de seu governo, a clareza e a competência de sua equipe, estão transformando  a cidade. E o que dizer de Tubarão? Na Câmara todos dizem amém; Está previsto para 2011, um orçamento de R$ 190 milhões de Reais.  Isso representa R$ 527 mil reais por dia, 15 milhões de reais por mês. Do jeito que a égua do Alonso vai, a cidade azul, terá competência para administrar isso? Este ano de 2010, Tubarão  arrecadou cifras que ultrapassaram R$ 120 milhões;  E o que se viu? Faltam remédios, faltam projetos, etc... E quando a gente aponta essas situações de desleixo, abandono, falta de amor pela cidade, eles criticam que nós é que não gostamos de Tubarão. Mas o povo sabe quem são, onde moram, o que fazem e como vivem muito bem obrigado, os responsáveis por boa parte dos desmandos que entravam o crescimento desta cidade. Na sede deste Jornal, não temos o hábito de receber emissário de empresário portando caixa de whisky (!?) Um dia o conteúdo desta caixa será revelado.  Uma cidade tão linda, tão pujante e hospitaleira, todavia, como  já bradava o saudoso prefeito Estener Sorato, de uma elite podre. Enquanto uma plêiade de homens empreendedores lutam, geram empregos, lutam por negócios para fortalecer nossa economia, um bando de chupins briga por cargos públicos. Denuncias pipocam, escândalos se multiplicam ... investigação? Nunca sai da ordem do dia. Não falam mais da Águas de Tubarão, que se transformou em sombra para alguns.  Vai bem obrigado, para alegria de uns poucos. A Avenida Pedro Zapelinne, com denúncia protocolada no TCE – Tribunal de Contas do Estado, parece que ganhou um revés, a partir do flagra de um dos denuncistas, flagrado e desmoralizado, fazendo Turismo com o dinheiro do povo. É preciso ter coragem para continuar pedindo investigação, do MPSC e do MPF. Tubarão é uma das poucas cidades onde o cara é condenado pela Justiça Federal por ladrão, e como prêmio recebe a missão de primeiro ministro da Dinamarca.  Essa obra da Pedro Zapelinne,  possivelmente tenha sido superfaturada; Por interesse de quem? Especulação imobiliária? Quem são os cabeças? Tem laranjas neste balaio?  Uma obra para ser paga R$ 2milhões e 100 mil, acabou em R$ 4 milhões de reais?  Mas ainda sobre o orçamento para 2011. O Prefeito Manoel Bertoncini ao eleger-se, trouxe com ele o Banco da Esperança. Pontes, Unidade de Pronto Atendimento, transparência, trabalham trabalho, etc... Hoje na cidade o sentimento corrente é o da frustração, do desencanto. Cercado por uma espécie de quadrilha, Manoel é blindado e aparenta não ter mais o comando da situação, embora flutue pela cidade, com ares de responsabilidade e aparente controle da situação. O leitor acha que o doutor Manoel, quero acreditar um bom homem correto, pode dar jeito nesta situação? E os assessores especiais? É justo pagar os ronérios, cascãos & Cia R$ 6 mil por mês? Um para viver viajando, o outro ou na Praça de oficinas ou na sua empresa de placas? É justo isso doutor Manoel, com tantos operários com salário de fome e cumprindo dois expedientes?   E que dizer do seu glorioso amigo e Secretário da Saúde, Dr. Roger? Leciona na Unisul, atende em Jaguaruna,  em sua clinica particular em Tubarão e nas horas de folga cumpre horário/expediente do Secretário. Das inúmeras denuncias senhor prefeito: Um vizinho aqui do Jornal, foi fazer em Criciúma um cateterismo, porque na poderosa Secretaria do doutor Roger, isso não foi possível. Não foi possível por um ser pobre. Mas que tal o Ministério Público apurar outros cateterismos facilitados?  Do jeito que caminham as coisas em Tubarão, em breve os pobres terão que procurar outra cidade.    

 

—————

Voltar



Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!