Vereadores de Orleans pedem prorrogação de prazo para a CPI que investiga irregularidades na Secretaria Municipal de Saúde

25/06/2010 17:02

 Os vereadores membros da CPI da Saúde, que investiga irregularidades e a existência de notas frias em aquisições de equipamentos e medicamentos pela Secretaria Municipal de Saúde, através do seu presidente, Osvaldo Cruzetta, o “Vá”, solicitaram à presidente daquela Câmara, Berenice Terezinha Bernardo Durante, a “Nice”, a prorrogação por mais 90 dias. Vá pediu que fosse encaminhado projeto de resolução pedindo a prorrogação uma vez que a investigação já se encontra em andamento desde sua instalação e que ainda é necessário maior prazo pela intensa atividade nos trabalhos e documentação que está e será ainda analisada. A vereadora Suzelei Brighenti Padilha, a “Lela”, solicitou licença para afastamento das atividades parlamentares para tratamento de saúde. De acordo com o presidente, a prorrogação encontra amparo legal no Regimento Interno daquela Casa Legislativa mas, desde que seja apresentado projeto de resolução e submetida à aprovação em plenário. “A Comissão pode atuar durante o recesso e ainda pode ser prorrogada por igual período”, observou Vá. Antes do Grande Expediente, o ex-vereador Renato De Biasi ocupou a Tribuna Livre para expor aos vereadores e à comunidade presente à sessão ordinária de segunda-feira (21), representante da Sociedade dos Descendentes de Ala, o relatório da viagem realizada a partir de abril, durante 35 dias, à região de Trento na Itália. “Viajamos para Ala, na região trentina, da Itália, onde em 2007 a presidente Nice também esteve numa comitiva acompanhando o ex-prefeito Valmir Bratti. Passamos 18 dias em sala de aula, com aulas práticas e técnicas sobre diversos setores, especialmente no setor do cooperativismo. Nossa viagem foi financiada pelos italianos e o que nos chamou mais atenção foi de nos impressionarmos porque lá não se fala em outra coisa a não ser cooperativismo. Estamos organizando documentário para apresentar a sociedade, governo municipal e aos vereadores”, informou De Biasi. De acordo com ele o projeto faz parte das atividades da SODEALA – Associação dos Descendentes de Ala, que moram em Orleans. O grupo viajou a estudos, onde o objetivo principal foi conhecer o sistema cooperativista implantando há mais de 130 na região de Trento. O empresário e presidente da SODEALA Walter José Debiasi é um dos líderes que esteve junto nesta viagem e considerou um presente do povo italiano para toda Orleans, “uma atitude de respeito, carinho que oportunizou trazer e edificar o cooperativismo que para eles é uma ciência ou escola de vida que promove e faz a diferença”.

Preocupação – O vereador tucano Mário Coan demonstrou preocupação com a questão do repasse dos recursos prometidos para Pindotiba e para a Festa de Laranjeiras. “Fui procurado pelo pessoal do Laranjeira que me questionaram sobre a liberação de recursos para a festa daquela localidade “O governo do Estado esta comprometido com o repasse, mas a comunidade está preocupada com os R$ 100 mil que foram transferido para Pindotiba. Além disso, tem a verba de Rio Laranjeiras. Eles precisam dar andamento infraestrutura”, questionou. O líder do governo Walter Orben disse que as obras de infraestrutura da ponte devem ser resolvidas nos próximos dias, mas a questão da liberação dos recursos para a construção do ginásio, que pertence à Mitra Diocesana é ilegal. “Temos de ver outras formas legais. Sei que existem e o prefeito está preocupado com isso”, justificou o edil.

 

—————

Voltar



Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!